Páginas

- o que você procura?

sábado, 8 de setembro de 2007

- nostalgia

Sabe como é, quando de braços abertos à chuva,
Olhos fechados, só para se fazer lembrar,
Das coisas tantas que se viveu, poucas conseguiu guardar.
Sua vida, um filme mudo que ninguém pode rebobinar.
O primeiro cão, um estilingue,
A primeira caça que você e ele conseguiram capturar,
Mesmo sendo um chinelo velho, cheio de chulé,
Que se conseguiu farejar.
Aqueles jogos infames, tão infelizes,
Que você não conseguia ganhar.
Todos os desenhos que não pode traçar.
As piadas que não entendeu,
E que não pode depois contar.
Tem tanta coisa lá atrás.
Aquela recorde que ninguém o viu superar.
A casa da árvore que nunca soube montar.
O espelho... suas caretas tão fáceis de se imitar.
Lembra?
Quando você amarrou o sapato pela primeira vez...
Desamarrou, tropeçou um tombo burro e começou a chorar.
Os dias de chuva, as pedras no telhado.
Seu carrinho de rolimã que ninguém conseguia ganhar.
À noite, seu quarto, o medo de dormir e não acordar.
Aquela cinta velha que você escondeu para não apanhar.
A primeira vez que um aniversário comemorou
E jamais lhe passou pela cabeça que a vida fosse terminar.
Quando pensou ser herói... queria voar.
As nuvens! as nuvens que você jurava: elas sabem desenhar!
Quando pulou na piscina mesmo sem saber nadar.
Quando girava mais rápido que o mundo
E depois sentia vontade de vomitar.
Quando quis fugir de casa e no mundo morar.
Os filmes de terror - Deus do céu, vão me pegar!
Como ficava triste por não poder dormir tarde,
Ver televisão até os olhos cansarem e você cochilar.
Quando quis ficar velho.
Quando quis se casar.
Quando na escola ia mas não queria estudar.
Quando viu seu cachorro morrer,
Não quis enterrar.

Não importa o que você fez, o tanto que deixou passar.
Todos nós sabemos que nos deram mais que podíamos guardar.
Mesmo assim queríamos tentar.
Tentamos tanto.
Tudo que queríamos era passar.
E agora estamos passando tão rápido
Que quero deixar de passar.

escrito em: Quinta-feira, 06 de setembro de 2007

2 comentários:

  1. nossa, que coisa mais linda, meu Deus.
    esse vou roubar pra mim. pra vida toda...
    ;)

    ResponderExcluir
  2. "E agora estamos passando tão rápido
    Que quero deixar de passar."

    E realmente o que se passa, passa tão rápido que serão necessárias várias vidas para fazer tudo o que gostaria de fazer!

    beijos

    ResponderExcluir