- o que você procura?

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

- o âmago da meretriz

Sabe o que eu acho de tudo isso?
Sabe o que eu acho desta reação em cadeia?
O que eu quero que você declare
Ou aquilo tudo que você injetou na veia?

Você sabe o que é deitar no travesseiro,
Chorar a alma por faltar dinheiro?
Você sabe desta abstinência,
Desta merda toda que me levou à falência?

Sabe para onde foi a minha mãe?
Por que meu pai se matou enforcado?
Por que raios ando na contramão?
E por que meu peito está tão cansado?
Você sabe?!

Por que o inferno é no meu quarto?
Por que as horas são assim tão poucas?
Por que você só me quer de quatro,
E quando deitada, é só sem roupa?

Por que diabos o céu é longe?
Por que me faço tão preocupada?
Por que eu acho que Deus se esconde?
Por que eu vivo na madrugada?

Por que eu sangro todo mês?
Por que meus peitos estão caídos?
Por que meu sexo é para freguês?
Por que aborto se gostaria de ter parido?

Por que meu conto de fadas é tão infame?
Por que eu desmaio quando tenho fome?
Por que ser puta é um vexame?
Por que ninguém me chama pelo nome?

Sobre tudo isso eu não me contento,
Pensava que não havia risco,
Violentei-me por dentro,
E a todos ao meu redor.
E tudo isso pra que?

Por quê?