Páginas

- o que você procura?

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

- invejoso ser

Você veio ao logro
Condenando às manhãs tão frias.
Disse que jamais faria de novo
E que nossas vidas eram vazias.

Consumiu o veneno tolo
Discriminando a tudo que vias.
Agora está jogada ao povo,
Assim, como Maria Madalena estaria.

Cometeste um erro bobo
Por julgares quem bem queria.
Agora te cai em antolhos
As lágrimas de uma vida vazia.

escrito em: 11 de Setembro de 2006

Um comentário:

  1. parece-me que é sempre assim, né?

    poesia não é o que falamos, mas
    como falamos, e eu adoro a forma como você fala poesia.

    beijos.

    ResponderExcluir