- o que você procura?

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

- noite insonica

Esta vida insônica
De luas cheias e vazias.
Neste quarto de paredes tônicas,
Regado de café e azia.

O guarda noturno, lá fora.
Os cachorros a latir.
O grito da vizinha eufórica.
Uma pessoa na rua a subir.

Pneus queimando o asfalto.
Gemidos noutro quarto.
Sirenes comunicam um assalto.
Acima, um trabalho de parto.

Vizinhos a brindar com festa.
Prostitutas em promoção.
Os bêbedos tirando uma sesta.
Os mendigos camuflam-se ao chão.

Ambulância que corre depressa.
Rachas na contramão.
Os semáforos indicam alerta.
Gangues disputam numa confusão.

Assim amanhece à noite.
Neste cenário da vida real.
Onde se vive, luta-se pela sorte.
Mas, nunca se imagina o final.

escrito em: Sexta-feira, 22 de setembro de 2006, 5h04.