- o que você procura?

sexta-feira, 20 de março de 2009

- confusão de corpos

Parto do princípio do desprazer.
De que aquilo que dói
Está constantemente exposto,
E de que dói muito mais evitar do que sofrer.

E às vezes sinto que não sofro,
Que o que sinto não é meu,
Tampouco do outro,
Que compara a realidade
Sem discernir o meu do seu.

É tão sôfrego! pois aquilo que penso
grotesco e irreconhecivel é,
E fico preso;
Mesmo sabendo que quem está preso não sou eu.