Páginas

- o que você procura?

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

- falso meio

Ás vezes, minto para alcançar um propósito,
e até invento histórias de contextos ilógicos.

E mostro-me tão sóbrio
que eu mesmo me convenço
de toda falta de senso.

E, então, no meio de todo imbróglio,
eu disfarço a ironia de meus olhos,

calo meus pensamentos
e, na mentira contada,
eu me concentro:

- Não...
não descobrirão o que se passa aqui dentro.

2 comentários:

  1. Impossível saber o que se passa por dentro. Seria delírio? Alguns chamam vida.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A Rita Apoena diz que ela escreve nas paredes do quarto porque, se for para viver trancada, que seja entre quatro poemas.
    Transformar o poema em um muro também é por aí. Antes viver em cima de um poema.
    Abraços.

    ResponderExcluir