Páginas

- o que você procura?

sábado, 13 de março de 2010

- aleph

Por que nos crucificamos
vivendo nessa letargia
como se fosse possível
mudarmos o que somos
da noite para o dia?

Eu não defendo a Ciência,
a Religião, a Arte ou a Filosofia,
pois já são suficientes
os conflitos resilientes
para tentar desvendar qual é
o significado de infinito e fé.

Mas eu acredito
que não chegaremos a lugar algum
se continuarmos com a fantasia
de que há certo ou errado,
limite ou pecado,
ou qualquer que seja a megalomania.

Há de se libertar das crenças,
geradora ilude de dualidades
e maquiadora da real existência.
Quando o fizer, será Deus:
Absoluto e livre de ausências.

Um comentário:

  1. E basta contar compasso. E basta contar consigo; que a chama não tem pavio

    ResponderExcluir