Páginas

- o que você procura?

terça-feira, 30 de março de 2010

- anúncio de morte

Eu só queria morrer
e você aí atrás da porta.
Se esconde, não se mostra,
parece não se importar.

Veio me entregar as contas?
ou veio para um sermão?
fale logo, tenho pressa,
deixe de enrolação!

Só não me fale de testamento,
sequer tenho um puto
ou contento no meu bolso furado,
neste falido sorriso amargo.

E, de manhã, quando voltar,
a porta estará entreaberta.
Não se assuste, não pense em gritar,
apenas continuarei dormindo,

sem me preocupar se estão ouvindo,
se estão de fato a me procurar,
se tenho dívidas pendentes,
ou uma família para sustentar.

Leve as minhas roupas,
minhas mobílias para queimar,
e me deixe aqui comigo,
e só volte, meu amigo,

quando meu cheiro escarnecido
se transformar em alarido
anunciando a minha morte
a todos deste lugar.

- Aí, sim, poderás me enterrar.

escrito em: Quinta-feira, 04 de outubro de 2007, 10h57.

Um comentário:

  1. "Viver é foda,
    morrer é difícil..." Renato Russo


    ...e às vezes desejo que um carro acabe com tudo ali mesmo na avenida corrompida.

    ResponderExcluir