- o que você procura?

segunda-feira, 1 de março de 2010

- visita noturna

Às vezes, no meio da madrugada,
Eu desperto aos gritos de desespero.
É sempre o mesmo pesadelo,
E a mesma voz amargurada.

Eu sei, é a Morte.
Falando ao meu ouvido,
Sussurrando seu pedido:
- Vem, vem comigo...

E eu já não posso dormir
Porque, a qualquer momento,
Ela pode vir, e eu temo querer
que ela me leve consigo.