- o que você procura?

domingo, 25 de dezembro de 2011

- o livro das musas [prólogo]

Há muito tempo estou adiando as evocações a respeito dessas musas. Mas agora é a hora.
Devo ser honesto e confessar que, apesar da cronologia imposta pelo destino, para viver as experiências aqui descritas, não me foi nada demorado condensá-las em palavras.
Seria hipocrisia minha dizer que não camuflei e fantasiei ao meu modo todas as ocorrências do porvir – até porque faço disso tudo o que eu bem entender – mas não perdi a originalidade da essência.
Serão cinco contos a respeito de cinco musas específicas.
Todas elas exerceram forte influência sobre tudo que aprendi e que escrevi ao longo dos anos a respeito do amor – ou da ausência dele –, de modo que é possível enxergá-las condensadas (cada uma delas) em todos os contos, sem exceção. Mas, em cada um desses contos, está preservada a característica primordial da personalidade dessas musas.
Não é minha intenção expor qualquer das partes, se bem que, honestamente, não haverá motivo para preocupações dessa intensidade.

Boa leitura,


O autor.