- o que você procura?

terça-feira, 24 de abril de 2012

- somos um

Sempre fui apaixonado pelo contato com nós humanos,
mas eu jamais soube explicar o porquê ou como
esse sentimento cresceu em mim ao longo dos anos.
Hoje, percebo que mesmo no silêncio das palavras aprendo e somo.

No desfrute com o outro está o nosso crescimento,
a razão para a volúpia, para o prazer e para o desejo mútuo;
é nos outros que estão as raizes de nossas emoções e sentimentos,
e também o semear, o plantio e a colheita de todo fruto.

Não é à toa que nos denominamos semelhantes,
pois o que somos resulta da interação que reflete e ecoa 
nas mentes que se conversam de maneira livre e constante.
Por isso, ao dizer "eu sou" limito-me como pessoa

e esqueço-me da essência: una e reverberante.