- o que você procura?

domingo, 28 de outubro de 2012

- o Universo das coisas

O Universo é transitoriedade
e nele não existe métrica,
não é possível mensurar sua idade
ou criar qualquer que seja a replica.

No Universo está a gênese de Tudo
mesmo tendo como base o Nada;
por isso, revela-se como oceano profundo
e também como água represa e rasa.

No Universo, milênios são segundos;
caos e harmonia, sinônimos de Unidade
- e, nós, imagem e semelhança do absoluto,
nascemos e renascemos do ventre da Eternidade.

O Universo é também nosso fruto
e projetamos nele faces da Verdade;
não existindo o que seja falso ou irresoluto,
e sim a manifestação do que é constante:

a Singularidade