Páginas

- o que você procura?

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

- o sibilo da perfeição

O sibilo da manhã
ecoa no meu ser
e a minha mente sã
parece renascer...

Outrora, os dias,
vultos de muitas eras,
são fontes vivas
da ausência de matéria.

Propago na inconstância,
dúvida do que um dia fui.
Está a vida na ausência
e não naquilo que rui.

Ser não é uma condição,
tampouco um preceito,
nem se anula pelo "não"
pois está além do que é

Perfeito.


3 comentários:

  1. e uma madrugada azul foi o que me assaltou a mente

    gostei de te ver retomar aos poemas, fico à espera dos teus contos

    beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - que bom que gostou, Raquel.
      grande abraço. Que Buda te ilumine sempre.

      Excluir
  2. Ser é estar aqui neste momento, vivendo o presente da nossa presença a todo instante.

    Muito bom que está de volta!
    Bjos

    ResponderExcluir