- o que você procura?

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

- revérbero

Algumas vezes nos perdemos no tempo
e, apesar da existência da possibilidade,
insistimos em sobejar em lágrima e lamento.

Quantas são as alternativas de dizer a verdade
que ecoam pela vida como ideia e pensamento?
Temos colhido frutos disso tudo na realidade?

Por vezes, não somos honestos no sentimento
e preferimos ocultar a parcela de sinceridade
que poderia nos trazer paz e amadurecimento.

Subestimamo-nos em inteligência e capacidade
chamando as dúvidas da alma de sofrimento
- embora não exista fórmula ao amor ou à amizade

... e tampouco para o que guardamos cá dentro.
Importa que transformemos o silêncio em oportunidade,
pois não é na forma que ecoa a liberdade

mas sim no movimento.