Páginas

- o que você procura?

domingo, 11 de agosto de 2013

- umbigo

Pensar que eu seja o centro do universo
e que o sentido da vida esteja comigo
é não compreender que me encontro imerso
num círculo limítrofe chamado umbigo

Acreditar somente no que é incerto
desdenhando promessas e compromissos
é perder a liberdade e permanecer coberto
pelo caos das dúvidas e dos sacrifícios

Mas é no rompante de idéias do pretérito
que reside a cura da altivez dos velhos vícios;
e é na superação que reside o eterno mérito
de vencer o que outrora era considerado

distante e difícil
(morre umbigo)


6 comentários:

  1. Querido escritor.

    Descobrir em tuas palavras pequenos pedaços da alma que encontro nos meus livros preferidos é um privilégio que me deixa bastante contente.

    Não sabia que você é psicólogo. Gostei da descoberta. Respeito muito a sua profissão, e hoje além de admiração tenho um sentimento de gratidão.

    Gostaria de pedir liçensa para publicar no meu mural do facebook o seu poema Umbingo,

    até.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como conversamos, fique a vontade para utilizar do blog aquilo que você precisar. Grande abraço.

      Excluir
  2. Morre o umbigo!
    Depois dessa frase, começo a refletir sobre o mundo não girar ao meu redor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O universo pertence a todos nós. Sem exceção.
      Grande abraço.

      Excluir
  3. Abdicar do próprio ego não é uma tarefa muito fácil. Admiro profundamente aqueles que conseguem. E às vezes confundimos uma pseudo humildade com o despojar-se de si mesmo. Enfim... difícil!


    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compreendermos que eu e o outro somos resultados do mesmo produto ainda é o melhor dos caminhos.

      Excluir